sábado, abril 2

Sobre negligência

Que me perdoem aqueles a quem amo e que não ligo, não escrevo, não mando notícias.


Perdoem os dias não divididos, os abraços não dados e os cafés não tomados no dia frio na livraria da cidade.


E me perdoem por estar sempre invisível mesmo querendo falar um oi e dizer como vocês são importantes e como sinto sua falta.


Perdoem-me caros amigos. Os da escola, do antigo trabalho, dos blogs, da net, das afinidades descobertas ao acaso, da família, dos que dividem ou dividiram a mesma história. Penso em vocês e sempre penso no quanto gostaria de vê-los e conversar... mas sou sempre eu e minha velha negligência.


E agora, que o coração aperta de saudade, digo que talvez, infelizmente, a negligência permaneça, então só me resta pedir perdão por amá-los no meu silêncio.

(Darla)

Um comentário:

Apenas um lugar para ser (Lis) disse...

Oi Darla, já falei q adoro qdo vc me visita? =)

Então, temos nossas fases, somos assim mesmo, hora estamos bem, hora nem tanto...

Não posso falar pelos outros, mas vc já tem meu "perdão". Eu entendo vc, tenho uma tendência a me isolar qdo estou mal... Mas sabe, já magoei mta gente com isso, com minha ausência, com meu silêncio. Hj prefiro pelo menos explicar q estou querendo ficar na minha.. ter o meu momento... Percebi q aqueles q gostam de mim são capazes de entender.

Qto a vc voltar para terapia, eu entendo o seu lado, mas faça a tentativa, pelo menos terá mais certeza do resultado..

Um beijo grande, e pode me usar de terapeuta qdo quiser, eu gosto. :)

Uma excelente semana! E lembre-se: viva um dia de cada vez. :)

"Tenha fé em Deus, tenha fé na vida... Tente outra vez..."

Related Posts with Thumbnails