quarta-feira, abril 15

5 folhas A4

 
Debruçou-se à janela,

O olhar perdido dançando entre os passantes e o céu azul embriagado do doce cheiro de sábado.

Um suspiro e outro, a mente tentando distinguir tantos rostos novos e a ansiedade sendo engolida compassadamente junto à saliva.

Um som vizinho a desperta: [folhas]

Volta seu olhar à janela companheira e avista ali o moço a lamentar-se pelas folhas que lhe faltam no jardim.


Ela estende a mão e toma as únicas 5 folhas que lhe traziam sombra e as entrega.

Ele se olha, olha para ela, para as folhas, para seu jardim sem folhas e as aceita prometendo plantar outras novas.

Mas isto já não a importava, estava satisfeita pela quase sensação de plantar no quintal vizinho, sentiu assim que ele seria seu também.

E desde então nunca mais se sentiu sozinha à janela, nem ali, nem quando estava à porta, ou a dormir, ou a passear...
O sol passou a iluminar sua face antes coberta e ambos jardins floriam bem mais.

(Darla)

Um comentário:

Música e caipirinha disse...

..sem folego, e sem palavras.. E desde então nunca mais se sentiu sozinho, ao ler Darla =]

Adorei, como todos os outros !

Related Posts with Thumbnails