quinta-feira, novembro 6

Mapa










Essa necessidade pela auto-definição
Esse anseio por me contar

Será que tem alguém interessado mesmo em saber?

Quente e letrista,
Pele cor de ‘desejo por sentir o sol’,
Olhos curiosos e misteriosos
De uma seriedade mentirosa que engana a muitos

Fechada...
Eis a chave.
Quero ser alcançada,
Visitada

Agora, viciada por blog
Pode ser de qualquer sabor
Delicio-me com o que escrevem
Sobretudo uma certa pessoinha que adora mandar recados

Dessa vida quero mais que a cobertura,
Quero o recheio,
Lamber o prato,
Raspar a panela.

De um daltonismo sentimental...
Terráquea das piores
Das super crentes de tudo
E de todos

Acho que quem muito se procura
Quer na verdade é ser encontrada...

[Farei um mapa]




(Darla)

4 comentários:

Fay disse...

nossa! é lógico que entendo, e me sinto completamente... lisonjeada! quase chorei quando li. você nem me conhece, mas parece até que, rss..

não existe agradecimento genuíno, porque não existe a palavra para isso que senti ao ler esse post..

então fica aqui meu singelo "obrigada" e um desejo de "volte sempre". eu voltarei! :)

beijo!

Fay disse...

só para finalizar: é por isso que continuo escrevendo! pela compreensão de algumas pessoas, ou vontade de compreender...

obrigada pela motivação! :)

Fay disse...

"pode" não.. deve! :)

João Paulo Soares disse...

Eu conheço esta unha..rsrs..Ficou muito legal este post...Bjos

Related Posts with Thumbnails