quarta-feira, agosto 26

Quando não se esquece

 
Como fio de luz ela vem
aproveita as mais estreitas frestas da alma para entrar
vem como navalha cortanto
sangrando de sal os olhos
desenhando a tristeza por onde passa

é como ser criança e passar em frente à vitrine da doceria e desejar a torta com cobertura de chocolate e morango em cima e não poder tê-la
você sente o gosto na boca, a salivação aumenta, as pupilas dilatam, o coração dispara, mas a torta pertence à doceria e você à rua que precisa ser seguida.

ela vem no momento inoportuno e tira a fome, o gosto e faz queimar o estômago.

ela vem devastando e desestabilizando.

a lembrança

(Darla)

3 comentários:

Música e caipirinha disse...

..é preciso existir bloqueios, tipo um foda-se a certos sentimentos, mas é preciso existir bloqueios.. .

..um abraço de quem esta sempre com vc =]

ॐ ℓoℓiss... ☆ disse...

Você descreveu meu momento... eu nao seria capaz de fazê-lo com tamanha veracidade!
Abs,
Liss

fay disse...

ah, a lembrança! a doce lembrança :)

com carinho,

Related Posts with Thumbnails