quinta-feira, maio 28


"Eu me sentiria feliz se,
pelo menos uma vez,
eu estivesse quieto no meu canto, parado,
e você me procurasse,
sem que eu tivesse que mover um dedo,
nem sequer esboçar um sorriso.

Eu me sentiria muito feliz se,
ao cair da tarde, encontrasse seu coração
entrando em meu silêncio,
devassando minha solidão,
desprezando minha timidez,
sem sequer mudar nada em mim.

Eu me sentiria irremediavelmente feliz,
se eu tivesse me dado conta
de pelo menos uma,
das tantas vezes em que isso aconteceu,
não só com você,
mas com tanta gente que eu quis."

7 comentários:

Cris disse...

ai ai Darla, uma verdade que até doeu...bjs

Felipe Attie disse...

A verdade sempre dói.

Anônimo disse...

"Eu me sentiria feliz se,
pelo menos uma vez,
eu estivesse quieto no meu canto, parado,
e você me procurasse,
sem que eu tivesse que mover um dedo,
nem sequer esboçar um sorriso."
Sempre que stou triste me passa isso pelos pensamentos, seria muito maravilhosamente bom se acontecesse.
Um beijão minha linda

Anônimo disse...

Acabei de me lembrar do namaste, ja viu a ferquencia os personagens da novela das indias reproduzem essa palavra???
Abraço forte

Priscila Rôde disse...

Muito bom!

Priscila Rôde disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Priscila Rôde disse...

Obrigada pelo comentário em meu blog.

Não é NADA fácil ser essa "mulher - maravilha". Renove suas forças quando estiver cansada!

Beijos

Related Posts with Thumbnails