quinta-feira, outubro 9

A finitude da vida


















A finitude da vida...

Essa finitude que nos toma,
Que nos rouba,
E que antecipa.

Se for perfeito é porque acabou,
Se não têm problemas é porque não há mais o que se fazer,
Não há como mudar...

A finitude expressa pela morte dói,
Dói na carne e dói na alma,
Leva um pouco de nós...
De nossa história...

Mas ensina que viver é preciso,
Que viver o hoje é uma necessidade...

(Darla)


Mário Quintada em 'Canção do Dia de Sempre' diz:

"Tão bom viver dia a dia...
A vida, assim, jamais cansa...
Viver tão só de momentos
Como essas nuvens do céu...
E só ganhar, toda a vida,

Inexperiência...esperança...
E a rosa louca dos ventos
Presa à copa do chapéu.

Nunca dês um nome a um rio:sempre é outro rio a passar.
Nada jamais continua
Tudo vai recomeçar!
E sem nenhuma lembrança
Das outras vezes perdidas,
Atiro a rosa do sonho
Nas tuas mãos distraídas"



2 comentários:

Vivian disse...

O 'HOJE", o 'Agora".. só isto nos pertence

Pra que planejar demais a vida, se não existe regra para regê-la, e tudo muda tão de repente... nada acontece de acordo com a nossa vontade.

por isso, seja intenso em cada gesto, atitude e bom sentimento seu...






....



e o blog da darla faz todo mundo escrever bonito (kkkk)

Darla disse...

É verdade...tá todo mundo fazendo poesia agora!!!
Muito legal!

Related Posts with Thumbnails